segunda-feira, 25 de julho de 2011

News

Olá leitores!

Faz tempo que não posto nenhuma novidade sobre meu processo de Au Pair, então aqui vão três logo de vez!

A primeira já faz uns quinze dias que aconteceu: Comprei minha passagem! Sim, agora é de verdade! E eu FINALMENTE posso responder todas as perguntas que me fazem sobre a minha viagem! Embarcarei dia 22 de agosto, às 16 horas!

(Ticket só de ida para os EUA, não consigo responder quando me perguntam: E quando você volta? Sempre respondo, humorada: Não sei quando eu volto, mas certeza que será casada e com dois filhos! hahahaha)

A segunda novidade é que eu recebi semana passada, por Sedex, meu passaporte contendo o visto canadense! Agora posso visitar o Canadá e o México também! (Quando você possui visto canadense e americano, o México aceita a entrada no país!)

(É enorme a emoção de pegar o livrinho verde e ver o pequeno pedaço de papel que decide se você entra ou não em determinado país!)

E, por último, fiz meu teste prático do Detran nesta última sexta. Adivinhem? Reprovei! Eu que falei tanto que iria passar e esfregar 'na fuça' do meu instrutor de direção que eu não precisava de mais 10 aulas para passar, acabei levando bronca da mesma criatura por causa disso. O que fiz? Fui na auto-escola, paguei a taxa e marquei um novo teste, para o dia 19 de agosto, a última sexta antes da viagem. Vai ser apertado, vai ser estressante, mas não vou desistir!

É isso! Estou com meu coração disparado de ansiedade pra chegar o momento de conhecer a Califórnia! Sinto um pouco de tristeza pelas ótimas amizades que deixarei temporariamente, saudades do 'colinho de mamãe' e a falta do ter o meu cantinho (pra poder me esparramar pelo sofá, assistir os meus programas favoritos na tv...).

Mas tenho certeza que será uma experiência maravilhosa, afinal, muito sangue, suor, dinheiro e lágrimas foram gastas em todo o processo. E não serão à toa!

Até a próxima!

Dia do Escritor

Olá leitores!

Hoje é o Dia do Escritor! Ebaa! Parabéns a todos os escritores, blogueiros, jornalistas, twitteiros... Afinal, nós merecemos! Nós que pensamos sempre em como escrever algo que os outros possam gostar e passar para frente! Vocês acham que é fácil? Aah, não mesmo!

E tem jeito melhor de comemorar esse dia do que listar os meus escritores preferidos?

1 - Nicholas Sparks.
Como conheci os livros do autor? Não, meu amor pelas histórias não começou com a recente fama conquistada aqui no Brasil com o relançamento dos livros mais lidos dele.
Aos nove anos, eu gostava muito de ler as edições de livros condensados da Reader's Digest. E um dos primeiros livros que eu li neste formato foi "O Caderno de Noah" (vulgo Diário de Uma Paixão). Depois desse li "Um Ano Inesquecível" (Um Amor para Recordar), "Uma Carta de Amor", "O Resgate" e, no ano passado, "Querido John".
O que faz dele um dos meus escritores preferidos? O jeito como ele consegue extrair emoções extremas dos seu leitores. De alegria ou de tristeza, é difícil não terminar um livro dele chorando.

2 - Sophie Kinsella.
Como conheci os livros da autora? Eu estava nas Livrarias Curitiba, de bobeira, vendo a sessão de livros em inglês, quando me deparei com o pocket version do quinto do livro da Série Becky Bloom, chamado "O Chá-de-Bebê". Comprei e me apaixonei! Logo li "Os Delírios de Consumo" (o primeiro livro da série) e ganhei de aniversário "Delírios de Consumo na Quinta Avenida" (o segundo) e "Lembra de Mim?". Pretendo terminar a coleção de livros dela até ano que vem!
O que faz dele um dos meus escritores preferidos? A facilidade da leitura e os personagens bem montados.

3 - Marian Keyes.
Como conheci os livros da autora? Voltando da minha primeira viagem internacional, cansada de ficar sentada em uma posição semi-inclinada sem fazer nada, cheguei no aeroporto de Guarulhos e comprei o primeiro livro grosso que eu vi. Este livro era "Sushi", o melhor livro que já li da autora. Também li "Melancia", "Casório?" e "Los Angeles".
O que faz dele um dos meus escritores preferidos? Apesar do capítulo quase 'obrigatório' de depressão que habita em TODOS os livros dela (e torna um pouco cansativa a leitura), a história é amarrada e os personagens são fáceis de ser compreendidos.

4 - Sir Arthur Connan Doyle.
Como conheci os livros da autora? Foi por causa de duas amigas minhas, que eram viciadas, que comecei a ler a Série Sherlock Holmes. Não dá pra adivinhar o quanto eu gostei! Algumas histórias são engraçadinhas, outras tem um pouco de suspense, mas o melhor volume é o primeiro, chamado "Um Estudo em Vermelho".
O que faz dele um dos meus escritores preferidos? Eu ainda não consegui descobrir qual era o segredo da linha de raciocínio dele. No final de qualquer uma de suas histórias eu ficava admirada como ele conseguia trabalhar o leitor pra não adivinhar o final.

5 - Thalita Rebouças.
Como conheci os livros da autora? Escritora de livros adolescentes, ela esteve presente em uma grande parte da meus anos teen. Nunca li inteiro nenhum de seus livros, mas sempre dou uma olhadinha nos textos avulsos dela e posso dizer que são DELICIOSOS!
O que faz dele um dos meus escritores preferidos? Ela é engraçada e quando você lê, parece que você está lendo o texto de uma amigo super íntimo!

Um dia, espero estar na lista de melhores autores de alguém. Vou trabalhar para este fim e me espelhar nestes da lista!

Até a próxima!

domingo, 10 de julho de 2011

Sonhos

Olá leitores!


Já somos 7 bilhões. Só no Brasil, 321 bebês nascem a cada hora, de acordo com a Revista Crescer. E cada um de nós tem vontades. Para alguma delas, dizemos que são impossíveis. Podem ser impossíveis no momento, ou apenas não terem chances nenhuma de acontecer. Desde crianças coletamos esses tipos de vontades. A isso chamamos sonhos.


Já somos 7 bilhões de sonhadores. Trezentos e vinte um pequenos sonhadores a cada hora. Alguns desses sonhos precisam de tempo para serem realizados,outros precisam de dinheiro. Mas o que mais nos esbarramos é na verdadeira vontade e determinação para fazer acontecer.


Ouvi várias vezes algumas pessoas dizendo coisas como: "Quero conhecer a Europa!", "Quero comprar o carro do ano!", "Quero ter a casa própria!", "Quero abrir minha própria empresa!". Passam a vida e não realizam nada disso. Falta dinheiro? Muitas vezes. Mas essas pessoas não movem um dedo para economizar. Gastam com coisas que não são necessárias.


Há uma história muito legal de uma amiga que, com determinação, conseguiu realizar seu sonho. Ela queria muito conhecer o mundo, viajar. Esbarrou na questão financeira, nunca na determinação. Com alguns anos de espera, finalmente ela me disse que estava indo para a Inglaterra. E ela está lá, se divertindo e fazendo coisas que outros sonham em fazer.


Quer fazer parte daqueles que tornam seus sonhos uma realidade? Aqui estão alguns passos essenciais:

1 - Coloque no papel o que você precisa fazer para tornar seu sonho realidade e quanto custará.

2 - Imagine você vivendo o sonho realizado. Revise o plano e comece a procurar cada parte necessária. Isso fará com que você tenha determinação.

3 - Separe um pouco a cada mês, nem que sejam 10 reais, em um lugar que não seja de fácil acesso. (Geralmente, as pessoas caem na tentação de usar o dinheiro para outras coisas.)

4 - Sempre guarde 200 reais (no mínimo) para o caso de haver gastos extras.

5 - Pegue o calendário e marque o mês que você acha que tudo estará executado. Importante é estar aberto a mudanças de datas.

6 - Não ficar desanimado com o aparecimento dos problemas. Nada sairá 100% perfeito, tenha mente aberta para driblar os 'pepinos'.


E naqueles sonhos que apenas necessitam de paciência... bom, você precisará de... PACIÊNCIA! De preferência, aprendida com Jó! Para esses casos, não tenho dicas. É determinação injetada na veia todos os dias e encarar com peito de ferro.


De qualquer maneira, tome aquele conselho velho e repetido a exaustão: Nunca desista dos seus sonhos!


*Esse post foi escrito em homenagem às minhas colegas Au Pairs que, com vários adjetivos mencionados no texto, estão realizando o sonho de conhecer os Estados Unidos.


Até a próxima!