domingo, 25 de setembro de 2011

Unnamed Story 4

Olá leitores!


Ontem fiquei com vontade de escrever. Foi a primeira vez, desde agosto, que eu senti a inspiração. E já vou dizendo o nome do "muso": O livro A Walk to Remember (do Nicholas Sparks) em inglês! Encontrei este livro sexta e fiquei tão empolgada, mesmo lendo a história pela quarta vez, que senti as emoções necessárias para continuar my own book. Então aqui está a continuação, espero que gostem!


Duas semanas passaram e James não passou nem uma vez pra ver como eu estava. Pelo que eu fiquei sabendo, ele estava trabalhando na loja da mãe dele. Na vez que eu o encontrei sem querer na farmácia, ele sequer olhou para mim. Então, um dia, decidi que resolveria a questão de um jeito ou de outro.

Trabalhei na cafeteria até as dezessete horas, voltei para casa, tomei um banho e fui até a casa dele. Bati palmas. Quando estava quase desistindo, ele apareceu na porta. Estava com dois botões da camisa desabotoados e o cabelo molhado. Me distraiu, mas logo lembrei porque estava ali.

“Você poderia me explicar o que esta acontecendo?”

“O que esta acontecendo? Rebecca, seja mais específica por favor” disse ele, tapando os olhos com a mão para o sol não bater.

“Por que esta me evitando?” perguntei, a voz um pouco mais aguda do que eu esperava.

Ele respirou fundo. “O Chris me contou. Parabéns.”

“Que diabos você esta falando? O que o Chris contou?”

“Eu sei que vocês estão namorando.”

“O quê? Ele te disse isso? Nós não estamos namorando, mal falo com ele!” disse, batendo o pé com força no chão.

“É, eu imaginei que não.” Ele pegou minha mão. “Rebecca, o que você quer que eu faça? Eu pensei todos esses dias no que poderia ter te chateado naquele dia e não encontrei uma resposta”

Aquilo me desestabilizou e tive que me sentar nos degraus da casa dele para não cair. Ele fez o mesmo.

“Eu queria a resposta para a minha pergunta” respondi baixinho, com medo de parecer boba.

“E qual era a pergunta?” perguntou e parecia estar profundamente interessado.

“Você gosta de mim?” olhei para seus olhos azuis e minhas pernas ficaram bambas.

“Como nunca gostei de uma garota antes!” disse com um sorriso.

Bingo! Era isso que eu esperava e, dessa vez, eu o beijei. Como eu havia sonhado por muito tempo, ele era meu.


Mais uma pequena explicação: Esta não é a história pronta, é apenas um rascunho. Ou seja, é possível que eu faça mudanças, pequenas ou grandes, talvez até bruscas! Por isso estou disponibilizando para vocês lerem, sem medo que alguém pegue e diga que é dele. Afinal, vocês não ficaram sabendo o final por aqui mesmo... (haha como sou má!) =D


Até a próxima!


Nenhum comentário:

Postar um comentário