terça-feira, 4 de setembro de 2012

Diários da Paixão (2)


Olá leitores! 

Pedi a um amigo meu que escrevesse algo com o tema "paixão" e ele me entregou há algumas semanas este texto. O autor prefere permanecer anônimo. 

Ah! O doce sabor da manhã... Um novo dia começa e a excitação de encontrar a namorada. Acordo pensando nela - como gostaria de acordar ao seu lado minha gatinha, poderia olhar para os seus olhos todas as manhãs e falar que você é a mulher da mais bonita do mundo, mesmo você discordando e dizendo que está horrível, pois acabou de acordar.

A manhã está fria novamente com nevoeiro forte do inverno, o corpo dela é tão quente, pena que ainda não pude dormir com ela. São seis e meia, que horas será que ela acorda? Já estou louco pra mandar um SMS, será que espero ela envia primeiro? Melhor dar mais um tempo. Sete horas, agora posso enviar um SMS, queria mandar algo legal... Já sei! "Como eu quero acordar com o calor do seu corpo, dizer eu te amo e ir trabalhar lembrando do seu lindo sorriso enquanto dorme. Bom dia meu amor". Percebo que ela gostou…

Estou no trabalho, trocamos algumas mensagens; as vezes mais, as vezes menos, dependendo do assunto. Algumas coisas importantes e outras só conversa fiada. O que importa é que tenho a atenção dela e ela pensa em mim. Mas o que eu queria mesmo saber é o que ela esta fazendo, o que está pensando, será que ela tem alguma preocupação? Gostaria de abraçá-la, apertar sua mão, dar todo o meu apoio e ajudá-la.

Fim de tarde de inverno, seis horas e já está quase escuro, a temperatura cai rapidamente. A noite vem rápidamente, a visão dificulta, há muitas sombras de árvores, prédios, algumas estrelas aparecem a leste e a oeste o alaranjado do poente. Muito barulho, carros, ônibus, pessoas, muitas pessoas. Meu corpo treme. Estou ansioso, frio na barriga, detesto esperar, tudo é dúvida até encontrá-la.

De repente em meio a multidão, um olhar acompanhado de um lindo sorriso. E tudo o que era caos, tensão e ansiedade agora é calmaria e não há barulho algum. O sorriso com o qual sonhei, é todo para mim. Retorno o olhar com um sorriso, me controlo pra não correr para seus braços, dou alguns passos. O doce sabor de seus lábios é melhor do que sonhei. Após um longo beijo, a abraço sinto seu coração batendo forte e seu cheiro me enche de prazer e sinto que posso ficar assim para sempre.

Me recomponho e consigo falar algo...
 - Eu te amo, te esperei o dia inteiro, imaginando este momento! - Segurando suas mãos macias como as de uma princesa. - Vamos, meu amor, a noite é toda nossa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário